Sábado, 23 de junho de 2018.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

CINEMA: ‘Dedo na Ferida’ discute retrocessos ideológicos

publicada em 01 de junho de 2018
DOCUMENTÁRIO
‘Dedo na Ferida’ discute retrocessos ideológicos
Longa de Silvio Tendler examina como o capitalismo deixou de ser produtivo




‘Dedo na Ferida’ discute retrocessos ideológicos
Foto: Divulgação


O diretor Silvio Tendler, conhecido por filmes políticos como "Jango – Como, Quando e Por que se Derruba Um Presidente" (1984) e "Os Anos JK – Uma Trajetória Política" (1980), assina agora o documentário "Dedo na Ferida", que tem chegada às salas do país prevista para esta quinta (31).

O filme apresenta uma discussão profunda sobre como o capitalismo deixou de ser produtivo, colocando como ponto principal o retrocesso ideológico dos neoconservadores. A produção analisa como um pequeno grupo comanda o destino dos recursos do planeta, deixando um 1% da população mais rica, enquanto o resto está sempre em crise.

Assuntos como a quebra da bolsa de valores, estouro de bolhas especulativas e a bancarrota de países que levam famílias para a linha de miséria estão em pauta e mostram as manobras e o poder da elite econômica.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
destakjornal.com.br

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422