Sábado, 06 de junho de 2020.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

EUA ameaçam interceptar cinco navios petroleiros enviados pelo Irã à Venezuela

publicada em 19 de maio de 2020
EUA ameaçam interceptar cinco navios petroleiros enviados pelo Irã à Venezuela


Carga está estimada em US$ 45,5 milhões e Irã promete reagir à possível intervenção estadunidense


Michele de Mello

Brasil de Fato 


Irã e Venezuela são dois países bloqueados pelos EUA, que concentram sua atividade econômica na indústria do petróleo - Hispantv
O governo do Irã enviou cinco navios petroleiros para a Venezuela para ajudar no abastecimento de gasolina do país. Um carregamento estimado em 45,5 milhões de dólares com combustível e reagentes químicos usados no refino do petróleo. No entanto, a Casa Branca, que sanciona economicamente tanto o Irã como a Venezuela, já sinalizou que tentará impedir a chegada das embarcações, que partiram das costas de Bandar Abbas no dia 12 de maio.

Segundo a agência de notícias Reuters, um alto funcionário da administração Trump assegurou que Washington estava decidindo quais ações tomar como resposta ao envio iraniano. Em declarações à imprensa, o congressista republicano Mario Díaz-Balart assegurou que "não é momento de baixar a guarda contra a Venezuela. Há de se manter a agressividade pela segurança nacional dos EUA e pela causa da liberdade da Venezuela", afirmou.

:: Por que falta gasolina na Venezuela, país com a maior reserva de petróleo do mundo? ::

A entrevista ocorreu logo depois do fracasso da Operação Gedeón e da série de evidências que apontam o presidente Donald Trump como possível mentor do plano. Díaz- Balart ainda garantiu que os Estados Unidos estão cientes do apoio de "gangsters mundiais ao regime venezuelano".


Os parlamentares Diaz-Balart e Marco Rubio são os dois maiores aliados republicanos de Donald Trump no estado da Flórida. / Bay times

Em resposta, o Ministério de Relações Exteriores do Irã, adiantou que reagirá imediatamente a qualquer ação dos Estados Unidos contra seus petroleiros. "Que Washington não goste de um país, não lhes dá o direito de evitar o comércio legal entre duas nações. Se os Estados Unidos tomam alguma medida enfrentarão uma resposta decisiva", afirmou o porta-voz da chancelaria iraniana, Abás Musavi.

O governo persa também acionou seu embaixador na Suíça, que enviou um alerta ao secretário geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antônio Guterres, denunciando as intenções estadunidenses.

Desde abril, está vigente uma operação anti-narcóticos do Pentágono no Mar do Caribe, que na prática representa um bloqueio naval às costas marítimas venezuelanas.

:: EUA acreditam ter "missão messiânica" contra comunismo, diz vice-ministro venezuelano ::

Cooperação Irã - Venezuela

O Irã é o sétimo maior produtor de petróleo do mundo, com uma produção de 1,9 milhão de barris diários, de acordo com a Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP). Enquanto a Venezuela possui a maior reserva do combustível fóssil no mundo, com 309 bilhões de barris certificados.

As duas nações mantêm relações diplomáticas há 18 anos, com acordos nas áreas petrolífera, industrial, ambiental, educacional, agrícola e científica.

Em abril, os presidentes Nicolás Maduro e Hassan Rohani acordaram criar uma frente comum contra as sanções, aplicadas pelos Estados Unidos e pela União Europeia, durante a pandemia.


Jorge Arreaza M

@jaarreaza
#COMUNICADO | Los Presidentes Nicolás Maduro y Hasán Rohaní, sostuvieron hoy una conversación telefónica. Acordaron mecanismos de trabajo de avance en los proyectos conjuntos y reiteraron su denuncia a las sanciones de EEUU, en un momento donde la prioridad máxima es el #Covid_19

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter
1.035
12:02 - 13 de abr de 2020
Informações e privacidade no Twitter Ads
1.493 pessoas estão falando sobre isso



Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
Brasil de Fato

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422