Sábado, 06 de junho de 2020.

EL CID, A FARSA, E A RELAÇÃO CORAJOSA DE BRIZOLA.

publicada em 22 de fevereiro de 2020
EL CID, A FARSA, E A RELAÇÃO CORAJOSA DE BRIZOLA.




Sinceramente, convenhamos, que o patrolismo produzido pelo senador Cid Gomes, não pode jamais ser comparado a coragem de Brizola.

Primeiro por que o caudilho do grande movimento cívico desta Nação, conhecido como “Legalidade”, que defendeu a posse de Jango, em 1961, com todos os preceitos constitucionais, com coragem de estar naquele momento, armando o brioso Estado do Rio Grande do Sul, em nada se assemelha, a uma atitude inconsequente de atropelar com uma retroescavadeira contra policiais amotinados na cidade dos Gomes, no caso Sobral, no Estado do Ceará.

Ora, ninguém duvida da influência, da assertiva política, da força, inclusive da eleição de Camilo Santana apoiado pelos irmãos Gomes, senadores, ex-governadores, e de certa forma, politicamente fortíssimos no Estado do Ceará.

O que nos causa espécie, é que se detectados os amotinados, policiais sublevados e encarapuçados, tal vez milicianos, ou influenciados por esta nova onda bolsonarista de que possamos ter nas polícias militares dos Estados uma nova opção de desestabilização da ordem constitucional, muito possivelmente com risco de intervenção federal, é inverossímil, catalogar a atitude do Senador Cid Gomes, como uma atitude corajosa, similar a reação de Brizola em 1961, em defesa da legalidade.

Se haviam policiais mascarados, encarapuçados, ilegalmente contra o povo de Sobral e do Ceará, irresponsáveis diante da corporação, cabia não só aos irmãos Gomes que detém não só um grande controle político no Ceará, como cabia ao Governador Camilo Santana, apoiado e de certa forma eleito por eles, operar com suas forças da polícia militar do Estado, leais a sua autoridade, interferir, com força, constitucionalidade, representatividade e legalidade contra os amotinados.

Defender retro escadeiras, é como defender a falta de autoridade no governo do Ceará. Por que? Temos o direito de discordar? Temos!
A coragem de Brizola é unívoca a lealdade do Brasil, lealdade à Constituição de 1946, , que em 1961, defendeu a legalidade, e defendeu o Brasil.

A retro do Cid era Carterpillar ou era Case?

A do Brizola não era uma máquina, era uma voz!



João Vicente Goular
Diretor do IPG- Instituto João Goulart

Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
IPG

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422