Segunda-feira, 23 de outubro de 2017.

O AMOR VENCERÁ O ÓDIO. Acilino Ribeiro

publicada em 05 de fevereiro de 2017
 O AMOR VENCERÁ O ÓDIO
*Acilino Ribeiro



Acilino Ribeiro e o presidente Ahmadinejad


Neste momento em que os nazi-fascistas e golpistas a serviço do imperialismo dividem o Brasil ao meio e lançam uma campanha de ódio que está dividindo o país para que eles continuem no poder e ampliem a ditadura que implantaram no pós golpe, nós que continuamos na Esquerda e sendo de Esquerda, devemos mostrar a eles que: o amor vencerá o ódio; pois como dizia o CHE: "todo revolucionário é movido por grandes sentimentos de amor". E eu reafirmo isso dizendo que neste momento em que meu país está contaminado pelo ódio da Direita; amar é uma atitude revolucionária, da qual nós dá Esquerda jamais devemos nos afastar. Lutei numa época em que a morte era o preço da coragem, para salvar nosso país do fascismo e da ditadura. Só os kamikazes sobreviveram. Fui um sobrevivente dessa odisseia e daquela utopia. Perdoei meu torturador porque sua sentença serão seus pesadelos e minha justiça os meus sonhos. Redemocratizamos o Brasil e agora nos golpearam novamente. E hoje volto para dizer apenas que quero meu país de volta. Queremos apenas democracia e justiça. Mas justiça não é vingança nem vingador é justiceiro. Justica é um sentimento de amor e vingança um instinto de ódio. Assim, não nos afastemos de nossos princípios nem de nossa Ética revolucionária, norteando nossas ações pela Fé revolucionária, do amor ao próximo e o bem da humanidade. Mas principalmente lembrando que, ao contrário do reacionário fascista da Direita, que mesmo sabendo que vivemos num país onde o povo passa fome e não tem onde morar, ele quer a morte do miserável e dos faminto, mas nós revolucionário ao contrário deles queremos é o fim da miséria e da fome. Eles golpearam o Brasil. Eles são os pecadores. Mas um revolucionário não quer a morte do pecador. Quer a destruição do pecado. Ou seja: não queremos a morte dos capitalistas mas o fim do capitalismo, que tanto mal tem feito a humanidade. Eles novamente nos golpearam. E "O sinal está fechado pra nós que somos jovens..." Mas "Começar de novo e contar comigo... Vai valer a pena". E finalizo patriotas, companheiros e companheiras, do PSB e demais partidos políticos e movimentos sociais, centrais sindicais e organizações populares do Brasil, dizendo-lhes que lutarei até o fim, fazendo o que for necessário e sei do que sou capaz, para reconquistar a democracia no meu país. Farei a minha parte, convicto que você também fará a sua; por isso: "Vem vamos embora que esperar não é saber, quem sabe faz a hora não espera acontecer " . E como disse um dia: perdoei meu torturador porque seus pesadelos já são sua sentença. E meus sonhos que ele quis destruir são minha vida. E eu continuarei a te-los e a lutar por eles. Ele, o torturador, não pode dormir porque tem pesadelos. De ódio, demônios e terror. Eu posso, porque tenho sonhos. De Amor, Justiça e Liberdade. Mesmo não tendo passado pelo que passei, você também tem seus sonhos. Acredite neles . Lute por eles. Minha vingança foi meu perdão. E assim continuar a luta sem medo e sem ódio. A Resistência está crescendo. A Libertação está chegando. Não odeio a Direita. Luto contra ela. Lute você também. Ghandy, Luther King e Mandela usaram a tática da Não Violência Ativa. E venceram. Derrotaram a Direita. Voltaremos e venceremos.

Brasília -DF - Brasil. 03 de fevereiro de 2017.


*ACILINO RIBEIRO.
Advogado, militante dos Direitos Humanos, Sub-secretario do DF.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
IPG, Acilino por e-mail

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422