Segunda-feira, 25 de setembro de 2017.

América Latina tem sete eleições presidenciais em 2014

publicada em 05 de maio de 2014

 

América Latina tem sete eleições presidenciais em 2014




Daniella Cambaúva

Além do Brasil, outros seis países latino-americanos escolhem seus presidentes neste ano. Duas eleições já aconteceram: em El Salvador, em março, e na Costa Rica, em abril. Depois é a vez de Panamá, Colômbia, Bolívia e Uruguai.
Em El Salvador, quem venceu foi após dois turnos – o primeiro em 02 de fevereiro, o segundo em 09 de março – foi Salvador Sánchez Ceren da FMLN (Frente Farabundo Martí para Libertação Nacional), legenda de centro-esquerda, a mesma do atual presidente, Mauricio Funes.
De acordo o Tribunal Supremo Eleitoral (TSE), ele teve 50.11% (1,495,815 votos), enquanto o segundo colocado, Norman Quijano, do partido Arena (Aliança Republicana Nacionalista), teve 49.89% (1,489,451 dos votos). Sánchez Ceren assume em 1º de junho.
O futuro presidente da Costa Rica será Luis Guillermo Solís, do partido Ação Cidadã, de centro-esquerda, com cerimônia de posse marcada para 08 de maio. A eleição aconteceu em dois turnos, um em 02 de fevereiro e o outro em 06 de abril.
O segundo colocado foi Johnny Araya, candidato do partido governista, Partido Libertação Nacional (PLN). O PLN esteve na liderança do Executivo nos últimos oito anos com Óscar Arias (2006-2010) e com Laura Chinchilla (2010-2014).
Solís teve 77.77% do total, o equivalente a 1.338,321 votos, segundo o Tribunal Superior Eleitoral. Araya teve 22.23%, 382,600 votos. No mesmo dia, além da eleição presidencial, aconteceram as eleições legislativas.
No Panamá as eleições serão em 04 de maio, tanto para presidente e vice como para os 71 deputados da Assembleia Nacional e para prefeituras.
O atual presidente, Ricardo Martinelli, cujo mandato começou em 2009, não pode concorrer novamente. O candidato governista é José Domingo Arias, do partido Mudança Democrática (Cambio Democrático). Arias é empresário da indústria têxtil e foi ministro de Moradia (Vivienda y Ordenamiento Territorial) e vice-ministro de Comércio Exterior do atual governo.
As pesquisas de intenção de voto apontam Arias como primeiro colocado com números que variam entre 39% e 35%. O segundo da lista é Juan Carlos Navarro, do oposicionista de centro-esquerda PRD (Partido Revolucionário Democrático), com 32 %. O terceiro nome nas pesquisas é Juan Carlos Varela, do Partido Panameñista, atual vice-presidente, com 25%.
Em 25 de maio, as eleições acontecem na Colômbia.
Juan Manuel Santos, atual presidente, é candidato novamente pela coalizão Unidade Nacional. Ele é sucessor do último mandatário, Álvaro Uribe. Além dele, favorito nas pesquisas, outros quatro candidatos formalizaram candidatura.
As seguintes acontecerão apenas no segundo semestre, primeiro no Brasil, em 05 de outubro. Em 12 de outubro, a Bolívia escolherá seu presidente e o vice, mais 130 deputados e 36 senadores – data anunciada em abril pelo Tribunal Eleitoral.
No Uruguai, as eleições serão em 26 de outubro, marcando o final do primeiro mandato de José Pepe Mujica, presidente do Uruguai. Ele não poderá concorrer a outro mandato subsequentemente. Seu pré-candidato é o ex-presidente Tabaré Vázquez (2005-2010), da mesma coalizão, Frente Ampla, de esquerda. Os uruguaios vão escolher também 99 deputados e 30 senadores

Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
Patria Latina

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422