Blog Página 64

Este "blog" pretente abrir un canal de discussão da soberania brasileira em seu amplo contexto de legalidade constitutcional, seus caminhos e alternativas, que a Nação necessita para sua emancipação.

Busca

Autores

Histórico

NOS DENTES DA TRAÍRA

20 de julho de 2016

NOS DENTES DA TRAÍRA
João Vicente Goulart





                
Nos idos anos do exílio costumava, nas férias, passar alguns dias na beira do dos rios uruguaios com colegas de colégio pescando à beira do Rio Negro ou Rio Tacuarembó, ambos piscosos e com muito fogo de chão nos acampamentos que montávamos naquelas margens solitárias.


Traíras e bagres grandes eram muito frequentados nos nossos espinhéis. Mas, as traíras, especialmente, eram vorazes e qualquer isca de animal, carne de ovelha ou gado, ou aves, pombas, perdizes, etc. eram eficazes para a sua captura, especialmente iscas com sangue quente faziam a festa daqueles peixes e da turma de rapazes pescadores. Mas tínhamos que cuidar muito os nossos dedos para retirar os anzóis da boca da traíra, pois é um animal de dentes afiadíssimos e que, qualquer descuido com esse bicho que se faz de morto, em uma mordida, pode acabar com a festa decapitando a esperança de permanecer nela.

Não sei por que, lendo hoje o Correio Braziliense, na coluna de Vicente Nunes, “BB e Caixa na mira de Temer”, me lembrei daquelas andanças e dos dentes da traíra.

O artigo é de viés econômico, sobre a baixa dos juros pelos bancos oficiais, mas com uma clara intenção de mirar a eleição de 2018, ou seja, a reeleição de Temer, sobre a qual não esconde sua empolgação, mostrando os dentes de sua infinita pretensão.

Diz o artigo que: “A vontade de pavimentar a candidatura em 2018 é tamanha que Temer já pediu aos presidentes de bancos públicos, mais precisamente aos comandantes do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, que apresentem estudos para um possível movimento de baixa das taxas de juros cobradas nas operações de crédito. A ordem é agradar o grande público...”

O bicho realmente se faz de morto mas tem um apetite voraz.

No artigo, que mostra pela primeira vez a intenção de Temer, nada fala sobre a opinião dos “aliados”, principalmente do PSDB que navega nesse barco.

Como os tucanos tem um bico longo e geralmente são meio desequilibrados para tomar agua na beira dos rios, não sei por que, mas veio-me à mente a imagem desses pássaros tomando agua em um remanso , onde as traíras costumam desovar seus ovos e, famintas, não costumam perder a oportunidade dessas iguarias.


Realmente, elas têm dentes afiados e não costumam trair suas índoles, principalmente com pássaros desajeitados.

João Vicente Goulart
Diretor IPG-Instituto João Goulart

postado por Joao Vicente Goulart às 11:42

Comentários

Nenhum comentário foi registrado para este post.
Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.