Blog Página 64

Este "blog" pretente abrir un canal de discussão da soberania brasileira em seu amplo contexto de legalidade constitutcional, seus caminhos e alternativas, que a Nação necessita para sua emancipação.

Busca

Autores

Histórico

O Rio Grande do Sul não se importa com a memória de suas personalidades

17 de maio de 2009
         O caderno Cultura publicado este sábado 16/05/09 do jornal ZERO-HORA retrata a falta de interesse de se investir em acervos de personalidades, entre estes estão: Mario Quintana,  Erico Verissimo e Pedro Corrêa do Lago.
         Já na esfera política estão citados o espólio de Leonel Brizola que permanece dividido entre as três residências do político no Rio e em Montevidéu devendo ser concentrado em uma instituição fora do estado, mesmo exemplo do acervo de Mario Quintana que parece estar indo para o Instituto Moreira Salles, (IMS) no Rio de Janeiro.
          Segundo o jornal Zero Hora o caso de Brizola, permanece sem propostas concretas do governo Gaúcho e Carioca, sendo os dois estados que governou.
         Os familiares não descartam ceder os arquivos a uma entidade não-governamental. A mais cotada é a Fundação Getulio Vargas (FGV), que mantém em seu centro de pesquisa, no Rio, mais de 3 milhões de documentos ligados à história contemporânea do Brasil incluindo os de outros gaúchos ilustres como o próprio Getúlio, Oswaldo Aranha e João Goulart.
         O caso do Presidente João Goulart está mais próximo de tornar-se uma realidade, ao menos em parte. Na ultima quarta-feira na cidade de São Borja foi definido pela nova diretoria da Associação de Amigos de João Goulart o dia 6 de agosto como data de inauguração do museu em homenagem ao ex-presidente.
          A casa na qual Jango morou passa por reformas para receber objetos pessoais, fotos, cartas e documentos, já no Rio permanecerão 567 manuscritos e 136 fotografias da FGV.
         Segundo Christopher Goulart a prioridade neste momento é São Borja:
         - A memória de Jango tem de ser preservada em São Borja, por ele ter nascido e enterrado aqui. Afirmou Christopher Goulart
         Zero Hora conclui sua matéria; "Há quem defenda a ida dos acervos de Quintana e Érico para o centro do país como um ganho em termos de visibilidade e reconhecimento nacional dos autores - que assim se libertariam da pecha de 'REGIONAIS".
        - Sair da província e ir para o centro é até uma virtude. O Rio Grande do Sul é um canto de mundo dentro do Brasil. Nos não valorizamos nem a própria prata da casa - diz o historiador Sérgio da Costa Franco.
        Nesse embate entre o afetivo e o pragmático, este último oferece um consolo:
        Em um centro munido de modernas tecnologias, as distâncias diminuem e um documento digitalizado pode ser consultado de qualquer parte.
         - O tio Mario dizia "Isso de partir para o Rio é que é provincianismo". Hoje, com a internet, essa frase poderia ser modificada. "Isso de ir para Londres é que é provincianismo". O Rio seria quase como ir para a Restinga. Está dentro do mesmo país. - diz Elena Quintana.
         Para retratar tamanho descaso publiquei uma foto do busto do presidente João Goulart localizado nas imediações do Gasômetro em Porto Alegre. O lugar é pouco ou nada visitado por quem ali passa. Se ao menos fizessem alguma reforma, mas não....esse é o retrato da importância na memória aos nossos líderes no estado. Neste caso trata-se de uma simples reforma que certamente não comprometerá o orçamento da cidade.
        Cabe também informar que recentemente Christopher Goulart reuniu-se com o prefeito de Porto Alegre José Fogaça para pedir que algo seja feito, mesmo assim tudo continua igual. 
 
Por João Alexandre Goulart
Dir. Adjunto de Comunicação e Acervo /IPG
postado por João Alexandre Goulart às 18:47

1 Comentário

17/05/2009 às 22:30
maísa escreveu:
Oi,João Alexandre Como vc é diretor de acervo do IPG, sugiro a vcs que centralizem a documentação referente a Jango aí mesmo. Primeiro por se tratar de um Instituto, segundo , para facilitar as pesquisas disponibilizando os documentos digitalizados. Claro,demandaria um bom tempo...Fica a sugestão.

Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.