Segunda-feira, 16 de dezembro de 2019.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

“Faca no pescoço”, Senado reage a taxa de Trump sobre aço brasileiro

publicada em 02 de dezembro de 2019
“Faca no pescoço”, Senado reage a taxa de Trump sobre aço brasileiro
Por Lauriberto Pompeu 





Charge reprodução Bolsonaro e Trump 


O presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad (PSD-MS), criticou, ao Congresso em Foco, a decisão anunciada nesta segunda-feira (2) presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de aumentar as tarifas sobre aço e alumínio brasileiro e argentino.

“Eu espero que essa medida, assim como teve no passado, possa ser revista. Não concordo com qualquer variação, flutuação que se dê na nossa moeda, que é algo natural, a gente sempre conviveu na nossa economia, venha os Estados Unidos com a faca no pescoço”, disse o senador.


O presidente americano divulgou a decisão na manhã desta segunda por meio de seu Twitter:


Donald J. Trump

· 5h
Brazil and Argentina have been presiding over a massive devaluation of their currencies. which is not good for our farmers. Therefore, effective immediately, I will restore the Tariffs on all Steel & Aluminum that is shipped into the U.S. from those countries. The Federal....


Donald J. Trump

@realDonaldTrump
.....Reserve should likewise act so that countries, of which there are many, no longer take advantage of our strong dollar by further devaluing their currencies. This makes it very hard for our manufactures & farmers to fairly export their goods. Lower Rates & Loosen - Fed!



Para o presidente da Comissão de Relações Exteriores, Trump age para se reeleger nas eleições presidenciais americanas de 2020. “Acho que ele está aproveitando um momento de campanha eleitoral para poder se credenciar junto ao setor do agronegócio americano. O Brasil não pode ficar sujeito a esse tipo de manobra”.

Após a decisão de Trump, o presidente Jair Bolsonaro disse a jornalistas ao sair do Palácio da Alvorada que vai conversar com o ministro da Economia, Paulo Guedes, antes de fazer qualquer reação.


“Eu espero que aproveitem dessa relação boa para poderem resolver essa questão. Eles têm os problemas deles e temos os nossos, mas o Brasil está vivendo um novo momento, votamos o que precisávamos votar, a economia acena para um futuro promissor”, declarou Nelsinho Trad.



O senador do PSD também aventou a possibilidade de serem requeridas audiências públicas para tratar do assunto em comissões do Senado.

“Se alguém na comissão de Relações Exteriores pedir alguma audiência pública, vamos promover. Mas acho que essa é uma matéria afeita mais à CAE [Comissão de Assuntos Econômicos]”, falou.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
Congrasso em foco

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422