Terça-feira, 12 de novembro de 2019.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

Bolsonaro defende Olavo e diz que engole sapo aumentando a crise com militares

publicada em 08 de maio de 2019

Bolsonaro defende Olavo e diz que engole sapo aumentando a crise com militares
Presidente fala em direito de ataque de Olavo, indicando às Forças Armadas que elas devem “engolir sapo” diante dos ataques à reputação que a instituição vem sofrendo

Por Jornal GGN - 07/05/2019




Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro e seu filho, o deputado federal Eduardo (PSL-SP), defenderam o escritor e guru político da família, Olavo de Carvalho. Segundo eles, o ideólogo da extrema direita tem direito de fazer críticas. As opiniões foram dadas à imprensa logo após um evento no Palácio do Planalto, segundo informações da Folha de S.Paulo.

Olavo vem protagonizando uma série de ataques contra os militares do governo, levando o ex-comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, a divulgar publicamente uma mensagem endereçada ao escritor chamando-o de “Trotski de direita” e responsável por acentuar divergências no Planalto.

Os principais alvos de ataques do escritor são o vice-presidente Hamilton Mourão e o ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Santos Cruz. Olavo indica os representantes das Forças Armadas como traidores, chegando a baixar o nível mencionando Mourão como “adolescente desqualificado” e a classe militar que ocupa o governo de “bando de cagão que têm medo da mídia”.


Em meio à crise, os militares consideram o presidente Bolsonaro omisso, segundo apurações da Folha de S.Paulo. Entretanto, a resposta do líder do Planalto foi reforçar o direito de ataque de Olavo, passando às Forças Armadas que elas devem “engolir sapo”, diante dos ataques à reputação.

“Eu recebo críticas muito graves todo dia e não reclamo. Inclusive, olha só. O pessoal fala muito em engolir sapo. Eu engulo sapo pela fosseta lacrimal [órgão das serpentes usado para detectar variações de temperatura e capturar animais] e estou quieto aqui, ok?”, respondeu Bolsonaro aos jornalistas.

Pouco antes, o presidente destacou que “Olavo é dono do seu nariz. Como eu sou do meu e você é do seu. Então liberdade de expressão”.

Já Eduardo, falou em importância de Olavo para a política brasileira. “Eu acho que ele ajuda. Eu acredito que alguns assunto têm de ser resolvidos internamente, mas ele não tem essa possibilidade estando lá fora. Agora, é uma pessoa que ganhou muita notoriedade e, se não fosse ele pautando determinados debates, talvez eles não ocorressem”.

Ainda segundo o jornal, Bolsonaro almoço com militares, após as declarações aos jornalistas. Segundo pessoas que participaram do encontro, o presidente minimizou os ataques de Olavo tratando a crise como uma página virada.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
GGN

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422