Sexta-feira, 19 de abril de 2019.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

‘O Exército não matou ninguém’, diz Bolsonaro sobre fuzilamento de músico no Rio

publicada em 12 de abril de 2019
‘O Exército não matou ninguém’, diz Bolsonaro sobre fuzilamento de músico no Rio






Do BR18


Carro de Evaldo Rosa dos Santos, fuzilado por 10 militares na última segunda-feira
Depois de um longo silêncio de seis dias, o presidente Jair Bolsonaro se pronunciou nesta sexta-feira, 12, sobre a morte do músico Evaldo Rosa dos Santos, que teve o carro fuzilado por 80 tiros disparados por militares do Exército no Rio. Para o presidente, o Exército “não matou ninguém” e a instituição não pode ser acusada de ser “assassina”.


“O Exército não matou ninguém. O Exército é do povo. A gente não pode acusar o povo de assassino. Houve um incidente. Houve uma morte. Lamentamos ser um cidadão trabalhador, honesto”, afirmou Bolsonaro nesta sexta-feira durante inauguração de um novo terminal do aeroporto em Macapá.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
DCM

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422