Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018.
Notícias ››   Imprensa on-line ››  

As forças armadas continuarão permitindo a entrega do país?, por Rogerio Maestri

publicada em 03 de maio de 2018
As forças armadas continuarão permitindo a entrega do país?, por Rogerio Maestri
O Jornal de todos Brasis


A pergunta de trilhões de dólares. As forças armadas continuarão permitindo a entrega do país?

por Rogerio Maestri

O título não é uma mera figura de retórica, pois a entrega do petróleo, da Embraer, de vários setores nacionais e estratégicos e agora até a água para o capital internacional é algo que na realidade vale trilhões de dólares, ou seja, não estamos colocando valores superlativos simplesmente como figura de retórica, são valores que podem ser contabilizados e pode-se verificar quanto os mesmos valem e se chegar a ordens superiores a unidade em termos de trilhões de dólares.


Agora quanto a questão propriamente dita, a disposição das forças armadas brasileiras em vendo este saque de trilhões que corresponde junto ao valor a soberania nacional, vem a pergunta: As Forças Armadas Brasileiras ficarão impassíveis vendo a ENTREGA DA SOBERANIA NACIONAL sem fazer nada, ou pior, no momento dando apoio explicito ao saque das nossas riquezas?

Alguém poderia fazer a afirmação que é repetida por muitos: As forças armadas são direitistas e apóiam o golpe por convicção e nem estão aí para a internacionalização do país!

Poderia ficar satisfeito com esta resposta e simplesmente me colocar na posição de aceitar que um tipo de escolha profissional, que passa a vida inteira em dizer que estão para defesa da pátria estaria vergonhosamente traindo tudo aquilo que gerações de militares falaram. Em 1964 a imensa maioria dos elementos direitistas destas forças armadas na presença de um mundo polarizado entre esquerda e direito, entre União Soviética e Estados Unidos, facilmente e em grande parte das vezes se desculpavam que estavam apoiando as forças da democracia. Havia inclusive alguns setores importantes que em determinados momentos se posicionaram contra o Imperialismo Norte-Americano como o General Presidente Geisel.

Ou seja, mesmo não acreditando no falso pretexto de combater o comunismo chefiado por um presidente latifundiário como Jango, que pela própria figura do presidente mostra o absurdo que eram as razões para o golpe, se poderia pensar que alguns oficiais mais ingênuos acreditassem nestas razões.

Porém, nos dias atuais o pretexto não existe, alguns elementos de extrema direita jogam com fantasias do tipo 'Fórum de São Paulo', reuniões com socialistas fabianos (aí o surto psicótico passa a ser motivo de internação), ou os que chamaríamos no passado de loucos de atar, falam em conspirações internacionais para socializar o mundo até com a ajuda de Bill Clinton! Estes deveriam ser devidamente internados, pois qualquer análise com um mínimo de lógica, mostraria que tudo isto não passa de delírios psicóticos.

Ultrapassando os argumentos insanos, fica claro nos dias atuais que o que está sendo feito com a anuência das Forças Armadas Brasileiras é a entrega do país a regência do Imperialismo Internacional, ou seja, sem mais delongas podemos dizer em português bem claro que as Forças Armadas Brasileiras estão traindo o seu país dando apoio aos vendilhões da pátria.

Agora porque escrevo isto e simplesmente não repito diretamente o mantra que diz que estas Forças Armadas sempre foram entreguistas, simplesmente porque como pela família de minha mãe tive uma série de oficiais de diversas patentes, desde um HERÓI DE GUERRA que morreu em combate em 1945 defendendo a democracia contra o fascismo, até um general que lutou contra golpistas e participou ativamente na revolução de 1930.

É interessante detalhar que meu tio mesmo chegando a 89 missões de combate, o segundo ou terceiro maior número de missões aéreas da FEB, jamais o seu pai, que na época era general, pensou em retirá-lo de sua missão de luta contra o nazi-fascismo resultando que o mesmo quatro dias antes do armistício tenha sido a última perda das nossas forças armadas aéreas (não existia a FAB na época).

Pois bem senhores generais que apóiam os golpistas vendilhões da pátria, vocês não valem nem as fezes de meu tio, e por ele que ainda fico indignado pela sujeira que fazem com o nome de um homem que morreu por aquilo que acreditava.
Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
GGN

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422