Sexta-feira, 18 de agosto de 2017.

Foi Golpe, mas foi top! Gregório Duvivier

publicada em 24 de julho de 2017

Foi Golpe, mas foi top!
(Por Gregório Duvivier)




“Pensa bem: agora você não precisa mais dar folga pra sua funcionária grávida que trabalha em ambiente insalubre. É disso que o Brasil precisava pra economia deslanchar. Agora vai, Brasil! Por isso que eu digo: esse foi o golpe mais top do planeta. Se esse golpe fosse um casaco, seria de cachemira. Se fosse uma moto, seria uma Harley. Se fosse uma bebida, esse golpe piscaria

Foi golpe, mas ainda se pode cometer um belo crime à luz do dia. Aecinho pediu R$ 2 milhões e continua solto. Perrella também. Os helicópteros de cocaína continuam voando pra cima e pra baixo. Até o Rocha Loures, o homem da mala, continua solto. Todo o mundo com a boca na botija e fazendo a festa.

Ou seja: foi golpe, mas foi sussa. O que não quer dizer que tudo seja permitido. Também não é assim. Dilma foi afastada e Lula condenado. Ou seja: foi golpe, mas foi topzêra: acabou a farra do lulo-petismo no Brasil. Foi golpe, mas foi mara. Foi golpe, mas a nossa bandeira jamais será vermelha. Foi golpe, mas Lula vai ser preso amanhã.

Foi golpe, mas passou. Temer instalou um misturador de vozes no Planalto e agora pode falar sobre o que quiser com quem quiser. Ufa. Um presidente ouvido pela polícia no Brasil não dura uma semana. E tudo bem que foi golpe. Mas já deu. Foi golpe, mas tá bom. Parou.

Foi golpe, mas foi pica das galáxias. Acabou a frescura na Amazônia. Não que tivesse muita frescura antes. Mas agora liberou o Jamanxim e legalizou a grilagem. Tudo nosso. Foi golpe, mas foi nosso.

Foi golpe, mas foi patrão. Teve PEC do Teto, reforma da Previdência, reforma trabalhista, mas ninguém mexeu no nosso auxílio-moradia, no auxílio-toga, na pensão das filhas solteiras, ninguém resolveu impostar dividendos nem grandes fortunas, nem ninguém inventou de taxar igreja. Hashtag gratidão. Foco, força e fé. Foi golpe, mas foi Deus. Foi golpe, mas tá amarrado em nome de Jesus. Foi golpe, mas foi dez, Crivella dez. Agora vai.”

Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
e-mail.

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››

Contato

Telefone
(61) 35418388
(61) 93094422