Blog Página 64

Este "blog" pretente abrir un canal de discussão da soberania brasileira em seu amplo contexto de legalidade constitutcional, seus caminhos e alternativas, que a Nação necessita para sua emancipação.

Busca

Autores

Histórico

1º de abril e Estados Unidos

05 de abril de 2011
Artigo publicado em A TARDE, Salvador, 4/4/2011

Em 1º de Abril de 1964 o Brasil teve consumado o golpe civil militar orquestrado, em terras nacionais e à distância, pelo governo dos EUA, que patrocinou outros tantos golpes com o mesmo caráter no restante do Continente Sul Americano.
Assim foi que, a pretexto de defender o Continente do “Perigo Vermelho”, e o Brasil de uma “República Sindicalista”, o Estado Norte Americano, aliado a grupos nacionais oligárquicos, derrubou, um a um, os governos de esquerda e nacionalistas que defendiam interesses que iam de encontro aos daquele País.
Hoje, a política de império norte-americana muda suas formas a depender da região que lhe seja o alvo.
Desta forma, numa visita considerada por alguns como um reconhecimento sobre o papel que o Brasil ocupa no mundo, o Presidente Barak Obama quer se colocar como o principal cliente do Brasil no tocante à exploração do Pré-Sal. Fazendo elogios a presidente Dilma Rousseff e à nossa democracia, defendeu claramente a política neoliberal, quando afirmou que a inclusão social obtida no governo Lula, não se deveu a ação do Estado , mas sim, a uma “economia aberta”, e daqui deu o aval para o ataque à Líbia.
Os tempos são outros, dirão alguns, mas os interesses são antigos, dirão outros. Efetivamente, o Brasil diversificou seus parceiros econômicos e os EUA perderam terreno na América Latina.
Quando entrevistado no Chile se pediria desculpas ao povo daquele país pelos estragos causados pelos EUA, Obama não o fez, e sequer foi ao túmulo de Salvador Allende como reconhecimento do que ali se passou a partir de 11 de setembro de 1973.
A “Era das Conspirações” já teria passado , mas ao que tudo indica, nessa democracia tensa na qual vivemos no sec XXI, é sempre bom lembrar que americanos transitam na Amazônia em terras indígenas, que temos o Aqüífero Guarany numa região considerada pelos EUA como área de perigo terrorista, a “Tríplice Fronteira”, que existem diversas Bases Militares americanas na Colômbia, que sem Guerra Fria Cuba continua bloqueada e que o Equador sofreu uma tentativa de Golpe no ano passado.

postado por Maísa Paranhos. às 00:18

Comentários

Nenhum comentário foi registrado para este post.
Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.